Os Últimos Dias
de Glória
O que é RPG
Página Principal
A Comitiva da Fé
Definição
Histórias
Última História
Personagens
Jogadores
Galeria de Arte
Diversos
Forgotten Realms
 Definição
 Geografia 
 Divindades
 O Mundo
 Organizações
 Personagens
Artigos
 Galeria
Suplementos
Autores
Site
 Matérias
 Downloads
 Notícias
 Parceiros
Links
 Sobre o Site
 Glossário
 Créditos
Mensagens Arcanas
E-mail


powered by FreeFind

Coletânea dos Reinos
 
Os Dias Mais Tranqüilos de Storm Mão Argêntea, Parte Um
I: Uma Storm Tranqüila*
Por Ed Greenwood
Tradução por Ricardo Costa.


Houve um tempo, há décadas atrás, quando a Barda do Vale das Sombras viajava pelos Reinos atuando como qualquer menestrel errante. Mais recentemente, ela tem lutado abertamente em muitas batalhas e liderado saques audaciosos dos Harpistas contra fortalezas zhentils e adversários poderosos.

Contudo a reputação que mais persiste nos Vales é de que ela é uma maternal guia dos Harpistas,uma calorosa enfermeira para os feridos e desolados, e uma fazendeira capaz que encontra alegria em cultivar viçosos alimentos e ervas. sua rústica cozinha da fazenda é aberta a todos que precisam de conselhos, bebidas quentes, e uma ajuda amistosa - ainda que poucos que se opõe aos Harpistas e ao bem do Vale das Sombras desafiarem a aceitar sua hospitalidade. Alguns em seu vale natal a temem abertamente. Por isto é um conhecimento comum no local que Storm lida com "alguma magia poderosa", e que sua natureza calorosa e afetuosa oculta um temperamento que raramente torna-se tempestuoso -- mas pode ser como uma tempestade poderosa (fria e precisamente controlada) quando isto acontece.

A maioria do povo do Vale das Sombras respeita Storm pela ajuda que ela oferece a população consertando ossos quebrados, ajudando a aliviar a dor e doenças, fazendo partos, encontrando pessoas perdidas e dando orientação a jovens rebeldes, famílias com relações conflituosas umas com as outras e por aí vai. Mesmo assim, a maioria do povo dos Vales hesitam em visitar a fazenda de Storm, exceto para emergências, por causa da crença que o entorno da sua casa é assombrado e, que entre seus convidados, estão inclusos monstros, bem como estrangeiros perigosos e todo tipo de Harpistas pesadamente armados.

Storm não tenta tecer um véu de segredos a respeito de suas atividades (exceto quando isto pode colocar em perigo camaradas Harpistas), mas poucas pessoas entendem como ela gasta o seu tempo nestes "dias mais tranqüilos", quando ela raramente é vista fora das altas sebes de sua própria fazenda.

Algumas pessoas em Faerûn, é claro, estão muito interessadas (ou podemos dizer "interessadas demais") nos feitos de Storm Mão Argentêa. Muitos a espionam de tempos em tempos, mas como todos os Escolhidos de Mystra, a Barda do Vale das Sombras é protegida contra espiões persistentes pelas intervenções mágicas dos tarsardar, arcanos devotos, tecelões da Trama e seguidores reconhecidos de Mystra. Normalmente tais observadores silenciosos são induzidos a falharem, mas às vezes eles têm sua visão redirecionada e lhes são mostradas imagens falsas ou distorcidas, ou as de algum lugar ou de outra pessoa em Faerûn.

Se tais guardiões vigilantes permitissem a contínua e desenfreada espionagem de Storm Mão Argentêa, seus observadores poderiam descobrir coisas como estas:

Storm deixa sua fazenda sempre que as pessoas precisam dela para emergências e é chamada por um mensageiro ou por toques distintos de chifre, da torre de Ashaba ou da floresta. (O chamado de Storm é uma tríade ascendente de três notas, seguidas por duas repetições da nota mais alta, e da tríade novamente.). Soar este alarme atrai imediata atenção dos servos de Mystra; seres que tentam colocar Storm em perigo através de chamados falsos descobrem a ajuda de reforços quase imediatamente. (Tentativas mágicas de contactar qualquer escolhido são monitoradas pelos servos de Mystra, que podem discernir truques, engodos ou omissões importantes, e reportar imediatamente ao Escolhido contactado. Elminster, Simbul, e Qilué estão entre os Escolhidos que não gostam desta "intromissão", enquanto Storm, Dove, Alustriel, e Laeral acham a ajuda bem-vinda.)

Além das ocasiões onde responde emergências, Storm raramente deixa sua fazenda (onde existe sempre trabalho a ser feito), exceto à noite, quando ela sempre vai a Torre de Ashaba para encontrar Mourngrym, algum dos Cavaleiros, ou visitantes que estejam na Torre. (Elminster e os Harpistas normalmente vêm até ela.)

Se Storm quer visitar o povo do Vale das Sombras, ela normalmente se mantém na floresta, circulando pelos bosques para imergir no vale, em campo aberto, dentro da fazenda para onde quer ir, ou em um ponto próximo perto da casa, caso a pessoa não tenha fazenda. Poucos cães locais ou outras feras de guarda dão alarme quando à sua aproximação e ela usa truques e encantos naqueles que o fazem.

Como todos os Escolhidos de Mystra, Storm não precisa dormir se algo importante requer urgência: ela pode pedir a Trama em sua volta para dar-lhe vigor e prontidão. Ela habitualmente passa suas "longas horas' realizando mais coisas pela noite do que pelo dia, e cuida pouco de sua própria aparência, incluindo seu estilo de se vestir ou a falta dele (um estilo casual que leva muitas pessoas a pensarem que é uma "mulher solta e relaxada, pouco melhor do que as dançarinas dos salões"). Em sua vida, ela teme pelos outros, não por ela mesma.

Leia sobre algumas das pessoas com a qual Storm trata em suas diligências na próxima parte.

* Aqui vai um trocadilho do autor...Storm, além do nome da Barda do Vale das Sombras significa "tempestade" em inglês, ficando a frase também com o sentido de "uma tempestade tranqüila".



Sobre o Autor

Ed Greenwood é o homem que lançou os Reinos Esquecidos em um mundo que não os esperava. Ele trabalha em bibliotecas, escreve fantasia, ficção científica, terror, mistério e até estórias de romance (às vezes coloca tudo isto em um mesmo livro), mas está ainda mais feliz escrevendo Conhecimento dos Reinos, Conhecimento dos Reinos e mais Conhecimento dos Reinos. Ainda existem alguns quartos em sua casa com espaço para empilhar seus escritos.

Os Últimos Dias de Glória © Todos os direitos reservados 2004 - Forgotten Realms™ e seus personagens são marcas registradas da Wizards of The Coast Inc.
This page is a fan site and is not produced or endorsed by Wizards of the Coast. Forgotten Realms is a registered trademark of Wizards of the Coast, Inc.