Os Últimos Dias
de Glória
O que é RPG
Página Principal
A Comitiva da Fé
Definição
Histórias
Última História
Personagens
Jogadores
Galeria de Arte
Diversos
Forgotten Realms
 Definição
 Geografia 
 Divindades
 O Mundo
 Organizações
 Personagens
Artigos
 Galeria
Suplementos
Autores
Site
 Matérias
 Downloads
 Notícias
 Parceiros
Links
 Sobre o Site
 Glossário
 Créditos
Mensagens Arcanas
E-mail


powered by FreeFind

Coletânea dos Reinos
 
Árvore do Alvorecer, Parte Dois
I: Primeiro Florescer
Por Ed Greenwood
Tradução por Yure Caldas.

 


Sábios - como o notório homem na taverna - esperam que a fundação de um novo reino seja por um heróico líder guerreiro ou talvez um mago tirânico ou um sumo sacerdote comandando exércitos de servos e subalternos, mas, por quatro imaturos jovens com, como dizem os elfos: "Estrelas brilhando em seus olhos"?

Na maioria das raças inteligentes de Faerûn, os jovens são faladores e temerários, que podem fazer alguma coisa rápido e inesperadamente quando movidos por fortes emoções - mas obstinadamente persistente, a paciência toma forma depois de anos, se não décadas ou séculos, para ver um suspiro de realidade. Como a famosa frase do anão Asmrar Machado Profundo diz: "De vez em quando lá está um pequeno - um mero barbudinho - com uma barriga ardente. Eles normalmente conseguem ser mortos rapidamente por quase nada. Ainda que bem sucedido ou falhando - eles são os únicos por quem vós deveis estar em alerta".

Então quem são os quatro "Fundadores de Árvore do Alvorecer"? Eles podem ser nomeados prontamente: Tasar Taurntyrith, comumente conhecido como o líder; Rauvelore Bhephel, que depois de Tasar talvez seja mais bravamente determinado; Nremyn Sarsantyr, o mais rebelde e temerário; e Oenel Mrhulaedir, que vê muito, pensa muito, e fala pouco. Os quatro são amigos de longa data.

Tasar Taurntyrith (CB masculino, elfo, Guerreiro 1) nasceu no Ano da Fortaleza Hostil (1244 DR), filho de Phelorna e Teirist Taurntyrith, oriundos de Ardeep, e posteriormente gerentes e proprietários da Taurntyrith Decorações na Rua do Cobre, Ala Norte, em Águas Profundas. Esta loja comercializa decorações para paredes e ornamentos para portas, como painéis e quadros, ambos pintados e iridescentes (tratado em ácido) em cobre e esmalte, com cenas de florestas de misteriosa beleza, em sua maioria azul e verde ou azul e prata, que vende muito bem na cheia, e muitas vezes ordinária Águas Profundas. As vendas aumentaram muito nos últimos seis ou sete anos, desde que Phelorna teve a idéia de fixar no fundo dos painéis sinos de metal temperado. Quando tocado gentilmente com a unha, anel, ou moeda, os painéis da Taurntyrith agora ressoam com um tênue "excêntrico" soar de sinos, sonhadores podem usá-los para transportar-se direto a (Teirist afirma isso aos clientes) "distantes e misteriosas solidãos".

Tasar cresceu como uma criança sonhadora, que era talentoso na pintura de painéis desde muito cedo, mas antes interessado escapulir para escutar cada bardo e menestrel de passagem por Águas Profundas. (Ele freqüentemente se agarrava nas vigas para escutar as performances, nunca pagando uma moeda para assistir, e era muito mais interessado em baladas e contos, do que nas "extravagantes notas" musicais.) Uma antiga balada em especial ele amava mais que todas: "As Trombetas do Longínquo Reino Élfico". Ele constantemente murmurava-a mesmo quando estava pintando u enquanto caminhava pelas ruas de Águas Profundas:

Quando eu caminhei naquele horrível campo de batalha, sozinho
Eu ouvi uma longínqua, assombrosa trombeta élfica
Chamando das altas colinas além da Lua
Chamando de uma terra que encontrarei brevemente
Braceldaur, onde os elfos ficam orgulhosamente
Sopram suas trombetas, tocando-as estrondosamente
Chamando-te, chamando-me
Chamando todos aqueles ansiosos em ser livres
Braceldaur, para onde as trilhas perdidas levam
Perdida nas brumas, nas sombras, no sol
Terra de beleza, terra tão verdejante
Esplendorosa e distante nos sonhos em que a vejo
Braceldaur, sempre esperando por mim
Alcançável por caminhos os quais não enxergo
Suaves brumas azuis, duradouras árvores escuras
Olhos sombrios observam através das folhas
Encontrar-te-ei eu devo
Adentrar-te-ei eu creio
Braceldaur, minha vida a ti eu ligo.


Tasar fez amizade com o irascível velho Thorauntur Szalmast, proprietário da loja Velha Estrada Sinuosa Mapas e Cartas, na Estrada Alta, Ala Norte, Águas Profundas. Por anos ele suportou as maldições, ataques, explosões de mau humor e insultos direcionados aos "traiçoeiros, ladrões" elfos, anões, gnomos e halflings - puramente por ver seus gloriosos mapas no limbo, empoeirados e escurecendo na loja do "boca de fogo" Thorauntur. Tasar estava procurando Braceldaur, e - diante da face de escárnio e desprezo de Szalmast - ele recusava-se a acreditar que era uma mera canção fantasiosa.

Quando o velho lojista morreu e os credores liquidaram sua loja, uma coisa foi deixada para Tasar: um mapa para Braceldaur, rotulado com a caligrafia cuidadosa de Thorauntur: "Isto pertence a Tasar Taurntyrith, que se tornou merecedor muitas vezes mais que o necessário, e muito mais". Aquele pergaminho amarelado era o tesouro de Tasar - o qual mostrava Braceldaur situado em um vale há muito tempo atrás submerso sob o Mar da Lua e está perdido para sempre. Um novo Braceldaur pode ser criado, mesmo no lugar onde já existiu, se alguma Divindade predisposta a ajudar ou algum titânico talento mágico mover ou drenar o mar, mas somente isto o que poderia ser: uma nova criação.

Novas criações são o que Tasar vive para fazer. Ele pode visualizar seu reino dos sonhos tão vividamente que quase pode prová-lo e vê-lo tão claramente, que ele deve se conter - ou talvez não.

Para saber mais sobre os fundadores da Árvore do Alvorecer leia no próximo artigo.



Sobre o Autor

Ed Greenwood é o homem que lançou os Reinos Esquecidos em um mundo que não os esperava. Ele trabalha em bibliotecas, escreve fantasia, ficção científica, terror, mistério e até estórias de romance (às vezes coloca tudo isto em um mesmo livro), mas está ainda mais feliz escrevendo Conhecimento dos Reinos, Conhecimento dos Reinos e mais Conhecimento dos Reinos. Ainda existem alguns quartos em sua casa com espaço para empilhar seus escritos.

Os Últimos Dias de Glória © Todos os direitos reservados 2004 - Forgotten Realms™ e seus personagens são marcas registradas da Wizards of The Coast Inc.
This page is a fan site and is not produced or endorsed by Wizards of the Coast. Forgotten Realms is a registered trademark of Wizards of the Coast, Inc.