Os Últimos Dias
de Glória
O que é RPG
Página Principal
A Comitiva da Fé
Definição
Histórias
Última História
Personagens
Jogadores
Galeria de Arte
Diversos
Forgotten Realms
 Definição
 Geografia 
 Divindades
 O Mundo
 Organizações
 Personagens
Artigos
 Galeria
Suplementos
Autores
Site
 Matérias
 Downloads
 Notícias
 Parceiros
Links
 Sobre o Site
 Glossário
 Créditos
Mensagens Arcanas
E-mail


powered by FreeFind

Coletânea dos Reinos
 
Espalhadores de Notícias de Águas Profundas, Parte Quatro
IV: Conheça Suas Fontes, Parte Dois
Por Ed Greenwood
Tradução por Ricardo Costa, revisado por Daniel Bartolomei Vieira.


Nossa jornada pelos pontos dos espalhadores de notícias continua subindo em direção norte até A Estrada Alta a partir co Caminho do Encontro. De Barreira de Força até Uivo do Vento (do encontro da Rua do Rio e a Estrada Alta, os vendedores mais próximos são permitidos no Portão do Rio), boiadeiros e guerreiros aposentados dividem as calçadas, comercializando impressos de interesse especial, como o Caravanas de Calagar (que divulga a reunião de caravanas, anúncios para contratação de guardas e de pessoas que querem vender ou comprar carroças, equipamentos, animais de carga e cavalos de montaria) e o Sentinela das Moedas de Thaeler (um cínico levantamento geral do negócio de despacho de mercadorias que entram e partem de Águas Profundas tanto pela terra quanto pela água, e como "aqueles que têm dinheiro" controlam tudo para seu proveito e a miséria geral dos outros).

No cruzamento da Estrada Alta com o Caminho de Águas Profundas, dúzias de espalhadores apregoam todo o tipo de impresso imaginável (muitos têm até pequenos carrinhos de mão e oferecem uma dúzia ou mais de títulos), mas a Estrada Alta, entre sua interseção e a Uivo do Vento, e o Caminho do Dragão mais ao sul como a Alameda da Vela, são assoladas por padres e fiéis leigos vestidos em grandiosos trajes religiosos vendendo os "impressos devotos" de sua fé.

O mais popular é o "Tua Sorte Diária", dedicado à Tymora, mas na verdade é destinado mais aos investidores locais e aos jogadores, e o "Verdadeiro Amigo dos Mercadores", consagrado à Waukeen. Muitos não devotos de Águas Profundas ocasionalmente pegam uma cópia de "O Amanhecer Eterno", o impresso dedicado a Lathander, porque este trata de novos empreendimentos, novas organizações, novos planos para o futuro e prováveis políticas vindouras. Como os "vistosos impressos" dos ricos e nobres, os impressos devotos tendem a custar três bicos um pedaço por edição.

A tendência de muitos marinheiros em zombarem dos espalhadores e rasgarem seus produtos resultou no fato do Distrito Portuário ter sido livrado para sempre dos brados das ruas. Leitores interessados devem se deslocar até uma das ruas principais para comprá-los, ou visitar a Casa do Leme de Ralagut, uma loja de miudezas na face oeste da Rua do Caracol, uma quadra e meia ao sul da Rua Shesstra.

No resto da cidade, espalhadores trabalham no Mercado e nas ruas vizinhas de Caminho do Comércio e Rua do Bazar, ao longo da Estrada Alta, na Alameda Suhter e na Rua Julthoon e na extensão da Rua do Golfinho Cantor, no Caminho da Estrela da Tempestade, e também na Rua das Lanças e Rua dos Brilhos.

Nas tardes agradáveis, a Rua dos Sussurros exibe uns poucos espalhadores "silenciosos" que são, na verdade, empregados dos salões de festas, mandados para as ruas para anunciar alguns impressos como desculpa para fazer os mais acanhados a saírem à rua -- e para vender livretos picantes para aqueles muito tímidos para entrar em um destes salões.

Os mais populares estão na parte nordeste da cidade: o solene, "nada além de fatos" Cidadão Vigilante, com credibilidade entre a maioria dos cidadãos de Águas Profundas, mas comprado por muitos poucos, que apreciam seu estilo seco, e o leve, agradável e sarcástico O Vento Norte, um impresso recente, especializado em exibir muitas ilustrações de roupas da moda e pessoas as vestindo, um concurso com prêmio de até 66 PO (mas normalmente chega á média de 25 dragões), e o comentários maliciosos sobre os ricos e "velhos nobres e rabugentos".

Aqueles nobres e ambiciosos que querem ascender socialmente têm seus próprios impressos, muitos supostamente vendidos apenas para "pessoas merecedoras", mas na verdade disponível para qualquer um que o queira e tenha moedas o suficiente. Os verdadeiros impressos dos nobres são o Falcão da Senhora Amaranth (para jovens e bem nascidas damas), A Tornozeleira (para as mães e tias mais conservadoras, que precisam do melhor do bom gosto e apetite literário – dos quais alguns críticos definem como "tagarelices floreadas para esconder comentários rancorosos"), O Profético Burnstel (a publicação sobre caça, hipismo e a "que-está-acima-de-todas-as-outras" feitas para os homens nobres), a Espada no Sol (para homens jovens e vigorosos e mulheres rebeldes, que propicia festas e que é mal vista pelos mais velhos, muitos dos quais se recusam a "ter este desperdício de dinheiro em casa!") e o Lembranças de Hulbrant (um brando, mas exaustivo catálogo de quem foi visto onde e vestindo o quê, ou que será visto onde e com quem).

Os ricos que querem tornar-se nobres lêem mais os impressos nobres do que os verdadeiramente nobres. Entretanto, eles também apóiam O Novo de Águas Profundas, que considera a nobreza como "reunião de preguiçosos mantenedores do 'dinheiro do passado', fora de moda, pretensiosos e afetados", e que acredita que os ricos em ascensão, cuja riqueza veio dos seus próprios esforços, são a verdadeira força e esplendor de Águas Profundas. Também lido por este público, está o Senhores e Senhoras de Halivar, que noticia as novidades e as fofocas sórdidas sobre a "Velha Nobreza" de maneira cínica, mas bajula a "Nova Nobreza" dos ricos mas ainda não nobres.

Águas Profundas também possui uma série de "impressos quentes" de vida curta, que dizem coisas muito rudes sobre os Lordes, oficiais do Palácio, nobres e outros cidadãos proeminentes. Os raramente vistos Boca da Verdadeira Águas Profundas e o Menestrel Zombeteiro são os mais notórios destes.

Um impresso satírico que zomba dos cidadãos conhecidos de Águas Profundas é uma interminável sátira que ridiculariza os erros e as vaidades, colocando as pessoas reais como tarados dementes, com nomes levemente mudados em relação aos reais, mas com cada linha de diálogo ouvida de pessoas reais, mas aplicada a situações obscenas e fictícias é o infame O Unicórnio Azul. Este impresso agrada muitos em cada distrito da cidade e em cada estrato social; cópias antigas são vendidas como "o riso de Águas Profundas" em cidades distantes.



Sobre o Autor

Ed Greenwood é o homem que lançou os Reinos Esquecidos em um mundo que não os esperava. Ele trabalha em bibliotecas, escreve fantasia, ficção científica, terror, mistério e até estórias de romance (às vezes coloca tudo isto em um mesmo livro), mas está ainda mais feliz escrevendo Conhecimento dos Reinos, Conhecimento dos Reinos e mais Conhecimento dos Reinos. Ainda existem alguns quartos em sua casa com espaço para empilhar seus escritos.

Os Últimos Dias de Glória © Todos os direitos reservados 2004 - Forgotten Realms™ e seus personagens são marcas registradas da Wizards of The Coast Inc.
This page is a fan site and is not produced or endorsed by Wizards of the Coast. Forgotten Realms is a registered trademark of Wizards of the Coast, Inc.