Os Últimos Dias
de Glória
O que é RPG
Página Principal
A Comitiva da Fé
Definição
Histórias
Última História
Personagens
Jogadores
Galeria de Arte
Diversos
Forgotten Realms
 Definição
 Geografia 
 Divindades
 O Mundo
 Organizações
 Personagens
Artigos
 Galeria
Suplementos
Autores
Site
 Matérias
 Downloads
 Notícias
 Parceiros
Links
 Sobre o Site
 Glossário
 Créditos
Mensagens Arcanas
E-mail


powered by FreeFind

Coletânea dos Reinos
 
Portas Lunares de Lua Argêntea, Parte Três
III: Aberturas para o Mistério
Por Ed Greenwood
Tradução por Ricardo Costa.


Aumartha Stanmyr diz que mandou construir sua porta lunar por capricho. Se tem dado um uso prático para ela, ela não o compartilha com o mundo exterior. As outras duas “mais impressionantes” portas lunares de Lua Argêntea têm alguns usos – e maus usos – conhecidos.

A porta lunar do Coração do Caçador é oval, com um ornamento dourado em relevo, na forma de uma cabeça de um leão rosnador de grande juba. Ela abre da direita para esquerda, com suas dobradiças de metal, em um ângulo grande o suficiente para deixar a abertura oval na porta principal completamente desimpedida. A abertura começa a um palmo da parte de baixo da porta principal, seu ponto mais largo mede cerca de cinqüenta centímetros, e eleva-se em uma altura de 60 centímetros. O ornamento da porta lunar é o mais baixo dos três leões rosnadores idênticos, colocados na porta. Os dentes do leão formam uma maçaneta para os usuários que estejam do lado de fora e, em uma placa colocada próximo a ele, lê-se “Gire-me para abrir”, alertando os novos usuários da presença da porta lunar. A porta lunar pode ser travada pela parte de dentro.

A porta do leão abre-se em uma profundidade de 30 centímetros, em um bandeja de metal fixada na parte de dentro da porta principal, e é usada diariamente para a entrega de mensagens, panfleto de anúncios e entregas (de mantos e botas de tamanhos especificados às lojas da cidade).

O seu uso original é um mistério (a porta foi recuperada de uma mansão muito mais antiga, hoje demolida), e com ela vieram alguns enigmas: vários tipos de runas ou símbolos de origem e significados desconhecidos aparecem espontaneamente na bandeja, escritos em sangue de animal fresco. A porta esconde muitos outros efeitos mágicos. Não se sabe se os símbolos são brincadeiras, mensagens ou avisos mandados magicamente, ou se significam o enfraquecimento ou a expiração da magia que os símbolos representam. Os proprietários da loja não estão muito interessados em investigar, mas admitem que sua posição pode mudar se estas estranhas aparições aumentarem.

A porta lunar na Casa de Repouso de Trunstral tem o tamanho real e a forma de um guerreiro guardião, vestido de armadura completa e de uma aparência esquecida, com o visor abaixado e as mãos apertando a empunhadura de uma espada grande desembainhada e apontando para o solo. Uma maçaneta grande e vertical de metal perto do cotovelo do sentinela (criada em formada de um pergaminho enrolado no topo e no fundo por duas mãos que o seguram) abre a porta grande e pesada na qual guardião está fixado, e o guerreiro parece olhar para o degrau mais alto da entrada da Casa de Repouso. A armadura é real (mas soldada em uma única peça), e a figura toca a porta somente pelas suas costas, permanecendo de pé em uma maneira muito realista. Somente quando se empurra o dedo mais a esquerda (no lado mais distante da maçaneta do pergaminho) na luva do guardião é que a porta é revelada: O dedo é uma trava acionada por uma mola que, quando liberada, faz as pernas da armadura abrirem-se para fora, revelando uma passagem de 30 centímetros de largura por 60 de altura no meio da porta.

Simples puxadores presos a parte de trás das pernas da armadura podem abri-la ou fechá-la por dentro. Os dois puxadores possuem ganchos para a colocação de uma barra de travamento para manter a porta fechada com segurança – e assim poder trancá-la se desejável, para evitar que pessoas do lado de fora abram a porta lunar.

Em tempos passados, quando a Casa de Repouso era uma residência privada, esta porta lunar era usada pelos servos para a entrada e a saída do cão de estimação do recluso senhor da mansão em suas caminhadas diárias (o senhor era um alquimista aposentado de Águas Profundas, que se retirou devido à alguns péssimos negócios e não desejava enfrentar os credores irritados da Cidade dos Esplendores que tentassem recuperar fundos).

A porta ganhou uma breve notoriedade quando um bando de aventureiros alugou um de seus quartos para interrogar um ladrão capturado sobre o paradeiro dos bens que havia roubado deles. O prisioneiro morreu durante o interrogatório. Quando os outros membros do mesmo grupo de bandidos vieram recuperar o colega, os aventureiros abriram a porta lunar de dentro – e rolaram a cabeça do marginal pelos degraus da Casa de Repouso até os pés dos ladrões.

Mais recentemente, mercadores empreendedores de Lua Argêntea fizeram acordos comerciais com Haeluth Trunstral, permitindo a eles deixarem pela porta folhetos, amostras e outras propagandas de produtos e mercadorias para os que alugam os quartos. Alguns destes panfletos contém partes do mapa da cidade (geralmente apenas a rota entre a Casa de Repouso até uma certa loja, clube ou rua ou local), e estes mostram-se muito úteis aos recém-chegados à Lua Argêntea.

Leia mais sobre os construtores de portas lunares que existem em Lua Argêntea e descubra alguns rumores sobre eles na próxima parte desta série!



Sobre o Autor

Ed Greenwood é o homem que lançou os Reinos Esquecidos em um mundo que não os esperava. Ele trabalha em bibliotecas, escreve fantasia, ficção científica, terror, mistério e até estórias de romance (às vezes coloca tudo isto em um mesmo livro), mas está ainda mais feliz escrevendo Conhecimento dos Reinos, Conhecimento dos Reinos e mais Conhecimento dos Reinos. Ainda existem alguns quartos em sua casa com espaço para empilhar seus escritos.

Os Últimos Dias de Glória © Todos os direitos reservados 2004 - Forgotten Realms™ e seus personagens são marcas registradas da Wizards of The Coast Inc.
This page is a fan site and is not produced or endorsed by Wizards of the Coast. Forgotten Realms is a registered trademark of Wizards of the Coast, Inc.