Os Últimos Dias
de Glória
O que é RPG
Página Principal
A Comitiva da Fé
Definição
Histórias
Última História
Personagens
Jogadores
Galeria de Arte
Diversos
Forgotten Realms
 Definição
 Geografia 
 Divindades
 O Mundo
 Organizações
 Personagens
Artigos
 Galeria
Suplementos
Autores
Site
 Matérias
 Downloads
 Notícias
 Parceiros
Links
 Sobre o Site
 Glossário
 Créditos
Mensagens Arcanas
E-mail


powered by FreeFind

Coletânea dos Reinos
 
Os Sentinelas da Cidade de Águas Profundas, Parte Dois

Por Ed Greenwood
Tradução por Ricardo Costa.


Peculiaridades dos Sentinelas

Membros dos sentinelas inevitavelmente tornam-se especialistas nas suas próprias vizinhanças, mas nas últimas duas décadas têm feito um esforço para rotacionar as funções das patrulhas, mesclando “veteranos” de certas áreas com membros dos sentinelas de outras partes da cidade, para que cada oficial ao menos conheça o aspecto geral das ruas da cidade (e lugares onde é perigoso caminhar, de pouca visibilidade, ou de perigo de emboscada)

Policiar os esgotos é agora tarefa da Guarda da Cidade, e os sentinelas raramente entram neles, exceto quando estão em perseguição à suspeitos ou descobrindo túneis no esgoto que se conectam com porões em prédios.

Cada membro veterano dos sentinelas conhece ao menos os chefes e herdeiros de todas as famílias nobres de Águas Profundas ao avistá-los, e também os persistentes causadores de problemas da nobreza. Muitos conhecem a maioria dos rostos dos mestres de guildas também.

Formas de Tratamento

Membros dos sentinelas geralmente tratam os cidadãos (homens) como “bons senhores”, exceto por pessoas que sabem ser da nobreza de Águas Profundas, a quem chamam de “nobres senhores”. Um grupo misto de pessoas de vários gêneros que incluem nobres é chamado “fidalgos”, e se membros dos sentinelas não reconhecerem nenhum nobre na multidão, eles usarão o termo “cidadãos” (mesmo se souberem que muitos deles são visitantes).

Mulheres não nobres são chamadas “boas senhoras”, exceto as jovens, que chamam “boas moças”. Jovens rapazes são geralmente chamados “camaradas” ou “meus camaradas” (como em: “O que aconteceu? Alto e digam a verdade, meus camaradas!”)

“Alto!” (significa “Parado!”) e “Braços para baixo!” (significa “Larguem suas armas!”) e “Fale a verdade!” (que significa “Me responda!”) são comandos freqüentes dos sentinelas.

Quando membros dos sentinelas saúdam oficiais de patente superior, a palavra “senhor” é um cumprimento formal para todos os propósitos. “Sorn” é um termo adicional de respeito, algo de significado entre “leal” e “valoroso”, quando aplicado desta forma: ”Sorn senhor”

“Sorn” é também usado na outra direção (pelos postos mais altos ao tratar com os mais baixos), porém ao invés de “senhor”, é adicionado (ou não, caso o falante esteja chateado, desaprovando ou meramente enfadado) a palavra “fiel”. Nas situações mais cotidianas (como nos quartéis ou nas ruas, e não em frente à um Lorde ou oficial do Palácio ou em uma festa de nobres), oficiais sentinelas tendem a ignorar as formalidades da hierarquia quando suas patentes são semelhantes.

Um líder de patrulha de sentinelas pode pensar que algo está errado, ou que está sendo ridicularizado, se os membros de sua própria patrulha começarem a chamá-la de “senhor” ou “sorn senhor”, e mesmo um comandante veterano, se os oficiais de uma patente mais baixa fizerem a mesma coisa. Isto se deve a prática, agora quase universal nos sentinelas, de cuidadosamente ser muito formal e polido quando se acha que o seu superior está cometendo um erro, ou quebrando as regras, ou apenas sendo um “traseiro de boi” (comportando-se como um tolo): em outras palavras, claramente indicando sua desaprovação pelo tom e formalidade excessiva sem dizer, na verdade, uma única palavra de discordância.

As posições dos sentinelas são mais importantes quando estes estão no cumprimento do dever (e quando se precisa da ajuda, ou de mostrar respeito, dos colegas oficiais sentinelas) no que diz respeito à etiqueta. Existe pouco ou nenhum castigo (além de um comentário ácido) para quem deixa de fazer uma saudação ou comete um deslize ao se referir a um título de outro oficial; os sentinelas orgulham-se de ser uma “família” (embora uma família rude, que dá brutos “tapas nas costas” e faz gozação com os companheiros) e não um “bando de guerreiros de narizes empinados encarregados de postos”.

Saudações

Membros da Guarda da Cidade saúdam-se sempre, geralmente com um levantar de armas, mas membros dos sentinelas raramente fazem isto.

Existem algumas saudações formais e cerimoniais pouco usadas, mas a saudação mais comum dos sentinelas indica respeito pela avaliação de alguém, a habilidade em armas, ou bravura. Aquele que saúda chama a atenção, olha para a pessoa a ser reverenciada, e enquanto faz isto, bate rapidamente na empunhadura de uma arma embainhada (geralmente uma adaga no cinto) com o punho fechado.

A qualquer superior dos sentinelas, um membro da guarda saúda batendo levemente em sua têmpora com o dedo indicador erguido em posição vertical.

A resposta a saudação do subordinado é idêntica somente se o superior deseja transmitir profundo respeito ou gratidão.

De outra forma, o oficial superior dobra o braço esquerdo para cima e o cruza em sua frente, virando a mão lateralmente com os dedos juntos (como em um “golpe de karatê”), e bate gentilmente nela, de baixo para cima, com o lado externo da sua mão direita, inclinada semelhantemente, mas formando um punho (o punho “faz saltar” os dedos da outra mão, depois de bater uma vez).

Uma saudação secreta de um membro dos sentinelas para outro oficial (usada de forma exagerada e aberta por oficiais que não estão certos da patente da pessoa que eles estão saudando): Coloque a mão direita na horizontal em cima de seu próprio cinto, depois gire os dedos juntos em um pequeno “tapa” contra o cinto (como se estivesse levemente batendo sobre sua própria barriga.) Se isto for seguido imediatamente por um movimento de coçar o ombro esquerdo, significa : “Olá! Estou em problemas, grandes problemas, e precioso que você fique e fale comigo. Encontre uma maneira discreta de ficar mais próximo a mim e então poderemos falar.”

Pagamento


Um membro dos sentinelas recebe 25 po ao entrar, mais um uniforme grátis, um par de botas, treinamento e uma arma. Se dispensado sem completar o treinamento, deverá devolver tudo, exceto as 12 po.

Depois disto, o membro dos sentinelas recebe um quarto gratuito e alojamento nos quartéis dos sentinelas (um beliche, pouca cerveja, comida simples, acesso a banho, polimento para armas; itens extras não são aceitos, e podem ser levadas somente para atender necessidades causais), mais 5 pp por dia (em serviço ou não), mais 4 pp por patrulha (normalmente somente uma patrulha por dia para cada pessoa da guarda, o sendo o dia dividido normalmente entre três turnos de patrulhas que se revezam). Oficiais recebem as mesmas 5 pp, mas ganham 5 pp, 7 pp, ou 1 po por patrulha, dependendo da patente.

O membro dos sentinelas também recebem um uniforme reserva, um par de botas e uma arma adicional por ano; algo além disto deve ser pago por fora (armas adicionais e vestuário são freqüentemente retirados “de graça” do arsenal dos postos para uso em patrulha, mas devem ser repostos ou devolvidos).

Para aprender mais sobre a Sentinela da Cidade, por favor leia City of Splendors: Waterdeep, (Águas Profundas: Cidade dos Esplendores), um suplemento de Forgotten Realms.



Sobre o Autor

Ed Greenwood é o homem que lançou os Reinos Esquecidos em um mundo que não os esperava. Ele trabalha em bibliotecas, escreve fantasia, ficção científica, terror, mistério e até estórias de romance (às vezes coloca tudo isto em um mesmo livro), mas está ainda mais feliz escrevendo Conhecimento dos Reinos, Conhecimento dos Reinos e mais Conhecimento dos Reinos. Ainda existem alguns quartos em sua casa com espaço para empilhar seus escritos.

Os Últimos Dias de Glória © Todos os direitos reservados 2004 - Forgotten Realms™ e seus personagens são marcas registradas da Wizards of The Coast Inc.
This page is a fan site and is not produced or endorsed by Wizards of the Coast. Forgotten Realms is a registered trademark of Wizards of the Coast, Inc.