Os Últimos Dias
de Glória
O que é RPG
Página Principal
A Comitiva da Fé
Definição
Histórias
Última História
Personagens
Jogadores
Galeria de Arte
Diversos
Forgotten Realms
 Definição
 Geografia 
 Divindades
 O Mundo
 Organizações
 Personagens
Artigos
 Galeria
Suplementos
Autores
Site
 Matérias
 Downloads
 Notícias
 Parceiros
Links
 Sobre o Site
 Glossário
 Créditos
Mensagens Arcanas
E-mail


powered by FreeFind

Coletânea dos Reinos
 
Uthmere, Parte Nove

Por Ed Greenwood
Tradução por Ricardo Costa.


A Sombra se Espalha

Mesmo com batedores de carteiras, ladrões escondidos, roubos de carga e até garotas da noite que drogam e roubam clientes ainda operando em Uthmere, o crime é crescentemente dominado e controlado pelos Mestres das Sombras, que chegaram pela cidade de Telflamm e “abriram uma nova filial” em Uthmere.[1]

Apesar de serem altamente temidos e odiados, os Mestres das Sombras têm reduzido os “ataques a casas”[2] e muitos dos assassinatos cruéis em becos escuros, exceto no porto (porque os foras-da-lei por lá mantém os Porretes ocupados) e no entorno dos seus quartéis generais nas Ruas das Sombras, onde querem desencorajar tanto os cidadãos quanto os Porretes de bisbilhotar com audácia.

Fontes de recurso mais sutis, seguras e permanentes são cultivadas: a extorsão de pequenas quantidades de dinheiro de lojistas (forçando-os a esconder transações para entregar 1 pc em cada onze cobrado de taxa de vendas aos Mestres das Sombras, ao invés de dá-lo ao palácio; e “taxas de entregas seguras” sobre cargas de porcelanas valiosas, para que cheguem inteiras e completas na porta da loja), chantageando cidadãos que fizeram algo criminoso ou extremamente embaraçoso,[3] "batizando" vinhos com substâncias mais baratas para fazê-los render mais, e levando cidadãos ao vício das drogas, como também estando prontos a vender estes pequenos “prazeres”.

O líder da filial dos Mestres das Sombras em Uthmere é o Mestre Tintel Farpadden, um halfling com uma cicatriz e que exibe um tapa-olho (o que não deve ser levado muito a sério, já que ele costuma trocá-lo de lado ocasionalmente). Exceto por demandar algum namoro gratuito com várias damas da noite uth , ele está livre da maioria das fraquezas e vícios: ele sabe que é melhor assim do que deixar que a ganância o controle ou mesmo o faça tentar enganar seus superiores em Telflamm.

Nas verdade, Farpadden gosta do Lorde Uthlain e da maneira como são conduzidas as coisas em Uthmere e não quer agitar as coisas tão apressadamente – exceto por qualquer coisa concernente ao Círculo de Leth.[4]. Ele os quer mortos, pois deseja que Uthmere rapidamente cresça grande e próspera, e assim, em breve, atrair mais bolsos para que os Mestres das Sombras possam esvaziar. Mais do que isto, uma expansão imobiliária, se os Mestres das Sombras dominarem o negócio de construção, dará a eles amplas oportunidades de encobrir e difundir contrabando, em quantidades grandes, em cargas de navios. Qualquer porto comercial agitado controlado por um lorde justo e integro pode também ser um centro fervilhante de contrabando.

Farpadden (que tem uma personalidade rude e cruel ) havia declarado “temporada de expor os segredos” daqueles do Círculo e seus apoiadores, como os registros sobre quem tem sido assassinado nos últimos anos. Ele sabe que é impossível aos Mestres das Sombras se infiltrarem, mas está trabalhando em maneiras de manipular vários grupos para declararem guerra aos caçadores nentyars, tentando se estabelecer no Grande Vale e queimando florestas e campos para abrir caminho para plantações e por aí vai. “ Um inimigo distraído é um inimigo enfraquecido”, costuma dizer um Mestre das Sombras.

Os Mestres das Sombras já ganharam o controle da maioria das tavernas e salões de banquetes de Uthmere e Farpadden tem direcionado seus agentes para, vagarosamente e pacientemente, se infiltrarem nas fileiras das casas de alojamento, dos donos de estalagens, Porretes, lordelainos e construtores navais.[5]

Ele também observa os Uthlains mais de perto (através de espiões entre os lordelainos e servos do palácio) do que eles podem imaginar – porque quer subverter o sucessor de Uthlain, seja através do homem com o qual alguma de suas filhas se case ou do filho que o lorde tão fortemente deseja. Se Farpadden puder recrutar as duas filhas de Uthlain, ele irá possivelmente controlar o Alto Trono de uma maneira ou outra – e ela admira ambas: a primeira pela sua beleza e espírito; e a segunda pelos seu cérebro, do qual os Mestres das Sombras poderiam fazer um bom uso.

Neste meio tempo, os Mestres das Sombras irão continuar a “gentilmente sangrar” dinheiro do povo uth através do contrabando, furtos, venda de itens roubados, e outros métodos já mencionados. Por alguns anos, eles tem empregados idosos e deficientes como espiões, assim como trabalhadores em oficinas escondidas, onde os Mestres das Sombras dominam a atividade bem estabelecida na cidade de reformar itens roubados tornando-os irreconhecíveis, intermediários para espiões e trabalhadores nas cozinhas das Ruas das Sombras, onde os Mestres das Sombras pagam seus espiões mais pobres com refeições quentes e um lugar seguro para dormir. O paciente Farpadden sempre para as contas e taxas do povo uth que quer recrutar, ou que já trabalham para ele.

Farpadden é habilmente ajudado por dos Mestres Assistentes: Adornen Zussrel (NM humano ladino 9; um homem alto, taciturno, forte, quieto, e competente) e Ylantara Omrantle (CM humana ladina 6/ladra acrobata 2; uma mulher sádica, perversa, ágil e friamente maliciosa). Zussrel vê a sabedoria das maneiras “suaves” de Farpadden e está contente em ser seu comandado, mas Omrantle secretamente sonha em suplantá-lo e precipitar um banho de sangue que irá terminar com Lady Omrantle no Alto Trono de Uthmere, reinando abertamente para seus mestres em Telflamm.

O povo uth acredita que os Mestres das Sombras vêem e sabem sobre tudo o que acontece em Uthmere, e que podem mandar seus enviados para qualquer lugar, assim que desejarem, para fazer algo. Isto não está tão errado: somente no palácio e no templo as atividades dos Mestres das Sombras estão sensivelmente limitadas. Sua força é o porquê do aumento em seis vezes das patrulhas ocorridas durante a noite – e também o motivo por que o Lorde Uthlain repetidamente contrata qualquer mago em que possa confiar para sondar magicamente as mentes de seus oficiais dos Porretes, para assegurar-se de que são leais.[6]

Notas de Rodapé

1. Os Mestres das sombras são descritos nas páginas 84 e 85 do livro fonte Unapproachable East.

2. Nosso termo no mundo real é “assaltos à domicílios”.

3. Diferentemente da maioria dos chantagistas do mundo real, os Mestres das Sombras são conscientes e pedem dinheiro apenas uma vez, e nunca uma segunda (desde que a quantidade total tenha sido coletada).

4. O Círculo de Leth é descrito na página 83 do livro fonte Unapproachable East.

5. Uthmere não constrói navios, mas existe três pequenas empresas que reparam embarcações e recolocam mastros, linhas (cordas) e velas.

6. Até aqui tem se obtido sucesso em limitar a corrupção nos Porretes a um número muito pequeno de indivíduos da patente mais baixa: os Mãos Confiáveis.

O lordelaino senior é o Oficial de Justiça da Cidade, o afetadamente preciso, de olhos frios, barbas negras, aparentemente sem humor e arrogante chamado Thaulmer Truce (humano LN Esp10).

Taxas são cobradas por propriedade de imóveis (5 po anualmente), de navios (10 po anualmente), de animais de passeio ou de carga (1 po anualmente), e de entradas no porto (2 po cada), variando coletas de pp por uma variedade de licenças menores para negócios – e uma taxa fixa de 1 pc para cada transação acima de 1 pp ou mais conduzida em Uthmere.



Sobre o Autor

Ed Greenwood é o homem que lançou os Reinos Esquecidos em um mundo que não os esperava. Ele trabalha em bibliotecas, escreve fantasia, ficção científica, terror, mistério e até estórias de romance (às vezes coloca tudo isto em um mesmo livro), mas está ainda mais feliz escrevendo Conhecimento dos Reinos, Conhecimento dos Reinos e mais Conhecimento dos Reinos. Ainda existem alguns quartos em sua casa com espaço para empilhar seus escritos.

Os Últimos Dias de Glória © Todos os direitos reservados 2004 - Forgotten Realms™ e seus personagens são marcas registradas da Wizards of The Coast Inc.
This page is a fan site and is not produced or endorsed by Wizards of the Coast. Forgotten Realms is a registered trademark of Wizards of the Coast, Inc.