Os Últimos Dias
de Glória
O que é RPG
Página Principal
A Comitiva da Fé
Definição
Histórias
Última História
Personagens
Jogadores
Galeria de Arte
Diversos
Forgotten Realms
 Definição
 Geografia 
 Divindades
 O Mundo
 Organizações
 Personagens
Artigos
 Galeria
Suplementos
Autores
Site
 Matérias
 Downloads
 Notícias
 Parceiros
Links
 Sobre o Site
 Glossário
 Créditos
Mensagens Arcanas
E-mail


powered by FreeFind

Crônicas de Elminster
 
Voonlar
Parte 1
Por Ed Greenwood
Tradução por Eduardo Souza (cedido gentilmente por Khal dos Reinos Esquecidos); revisado por Daniel Bartolomei Vieira.


O Sábio do Vale das Sombras tem algo a dizer sobre muitas coisas. Apesar de ter as paginas da revista Dragon, Dungeon Adventures e da Polyhedron Newszine, o Velho Mago ainda tem mais a falar sobre os Reinos. Sem querer enfurecer o arquimago, decidimos que seria melhor dar a ele uma coluna semanal na qual vamos debater os melhores pontos.

Escute bem, jovem...



Voonlar é uma modesta cidade de fazendeiros e mercadores que vivem da comercialização de seus produtos. Habitada por quase 2.000 cidadãos obedientes à lei, a cidade está situada nas terras ao sul do Mar da Lua, mais especificamente na fronteira norte de “Árvore Verde”, nome local dado à extensão noroeste da grande floresta de Cormanthor, que separa Voonlar e o sul do Mar da Lua das Terras dos Vales, ao sul. O Vale das Sombras, principal rival comercial de Voonlar e também a vila mais próxima da cidade, encontra-se ao oeste e ao sul e é vista pela maior parte dos voonlaranos como "uma pequena e fétida vila de pessoas rústicas, simplórias e indignas de confiança".

O Caminho Norte (ligando o Vale das Sombras a Onda Tesh) e a Estrada Shind (ligando as terras do oeste a Yûlash e ao Mar da Lua) se encontram em Voonlar, formando uma interseção conhecida como "a Garganta". Essa denominação surgiu após o desaparecimento de uma antiga e periclitante taverna de madeira que existia no local, a Garganta Empoeirada. A Garganta Empoeirada permaneceu na interseção por muitos anos, até o dia em que foi totalmente consumida pelas chamas de um incêndio criminoso, como narra a história local. Muitos habitantes da região insistem em afirmar que o incêndio teria sido provocado por um grupo de pessoas misteriosas com o objetivo de assassinar fregueses bêbados que dormiam no interior da taverna. A interseção agora é um popular – embora lamacento e poeirento – ponto de encontro, e também o centro de uma feira comercial ao ar livre (formada por barracas, carroças carregadas com produtos e um mercado de fazendeiros organizado uma vez por semana).

Esta estrada é a razão dos seis séculos de existência de Voonlar, embora em seus primeiros anos a cidade fosse bem diferente da velha cidade humana de pedra-e-ardósia que é atualmente. Próspera, estável e estrategicamente importante, Voonlar sempre serviu como um tipo de base militar. A cidade sobreviveu às piores provações e a invasões de saqueadores e goblinóides (pequenos bandos de bugbears e orcs vivendo nas vizinhanças de Voonlar são os maiores problemas deste tipo).

Embora nominalmente independente, Voonlar (como todos nos Vales e nas terras ao sul do Mar da Lua sabem) na verdade tem estado sob o domínio dos Zhentarim durante a maior parte das últimas duas décadas. O Bron (o líder da comunidade) é eleito anualmente em uma contagem de votos tão abertamente corrupta que poucos ousam questionar o resultado ou o vencedor das eleições. O atual Bron é um ex-mercenário chamado Buorstag Hlammythyl, que muitos acreditam ser um agente Zhentarim.

Os Verdadeiros Governantes da Cidade

Todos os voonlaranos sabem que seus verdadeiros mestres são os Zhentarim, mas ninguém ousa questionar, desafiar ou insurgir-se contra pessoas tão mortais. Espiões estão por toda parte, e, afinal, as coisas em Voonlar não são tão ruins assim.

Dentre os agentes Zhentarim que mais se destacam no controle da cidade estão Thardregh Droon, um corpulento e sagaz negociante de gemas, correntes e peças metálicas bem trabalhadas (tais como itens ornamentais, cofres banhados em prata, pratos, talheres, medalhões, parafusos, trincos e dobradiças); Mortuh Baldreth, negociante de picaretas e outras ferramentas, carroças, rodas e lanternas; e o enviado Olmaer Naxrin, um gatuno de fala mansa, normalmente incumbido de checar os investimentos e os lucros comerciais dos Zhentarim nas cidades de Sembia. Olmaer é conhecido por matar sem hesitação ou piedade quando a necessidade se faz presente, algumas vezes usando armas envenenadas ou uma pequena besta de mão carregada com dardos também envenenados. Além destes três, ao menos uma dúzia de outros agentes é conhecida por Buorstag – todos sob seu comando, leais e obedientes. Buorstag sabe que pode ser prontamente substituído a qualquer momento, mas ainda assim permanece leal aos Zhentarim, ansiando por tarefas melhores e mais importantes.

O Bron, Buorstag Hlammythyl: Humano, Guerreiro de 4º nível; Tend. NM; For 17, Des 13, Con 16, Int 11, Sab 12, Car 13; CA 4 (cota de malha +1, escudo); TAC0 15 (+1 Força, arma mágica, especialização); 35 PV; AT 3/2; D 1d8+4 (espada longa +1, Força, especialização).

Thardregh Droon: Humano, Ladino de 5º nível; Tend. NM; For 12, Des 15, Con 15, Int 13, Sab 14, Car 11; CA 5 (corselete de couro +2); TAC0 18; 22 PV; AT 1; D 1d8 (espada longa).

Mortuth Baldreth: Humano, Guerreiro de 3º nível; Tend. CM; For 18/65 (+2/+3), Des 9, Con 17, Int 12, Sab 10, Car 13; CA 3 (loriga segmentada, escudo); TAC0 16; 35 PV; AT 3/2; D 1d8+5 (espada longa, Força, especialização).

Olmaer Naxrin: Humano, Guerreiro de 7º nível; Tend. LM; For 17, Des 16, Con 15, Int 13, Sab 11, Car 12; CA -2 (braceletes de defesa CA 4, anel de proteção +2, Destreza); 58 PV; AT 2; D 1d8+5 (espada longa +2, Força, especialização).

Nota: As estatísticas apresentadas aqui são referentes aos sistema Advanced Dungeons & Dragons.



Sobre o Autor

Ed Greenwood é o homem que lançou os Reinos Esquecidos em um mundo que não os esperava. Ele trabalha em bibliotecas, escreve fantasia, ficção científica, terror, mistério e até estórias de romance (às vezes coloca tudo isto em um mesmo livro), mas está ainda mais feliz escrevendo Conhecimento dos Reinos, Conhecimento dos Reinos e mais Conhecimento dos Reinos. Ainda existem alguns quartos em sua casa com espaço para empilhar seus escritos.

Os Últimos Dias de Glória © Todos os direitos reservados 2004 - Forgotten Realms™ e seus personagens são marcas registradas da Wizards of The Coast Inc.
This page is a fan site and is not produced or endorsed by Wizards of the Coast. Forgotten Realms is a registered trademark of Wizards of the Coast, Inc.