Os Últimos Dias
de Glória
O que é RPG
Página Principal
A Comitiva da Fé
Definição
Histórias
Última História
Personagens
Jogadores
Galeria de Arte
Diversos
Forgotten Realms
 Definição
 Geografia 
 Divindades
 O Mundo
 Organizações
 Personagens
Artigos
 Galeria
Suplementos
Autores
Site
 Matérias
 Downloads
 Notícias
 Parceiros
Links
 Sobre o Site
 Glossário
 Créditos
Mensagens Arcanas
E-mail


powered by FreeFind

Regras de Jogo
 
Criando Itens Mágicos, Parte Dois

por Skip Williams

Traduzido por Patrick Pires; revisado por Daniel Bartolomei Vieira.


Agora que revemos alguns termos essenciais do jogo relacionados à criação de itens e examinamos as regras básicas principais do processo, vamos nos deter acerca do que envolve a criação de alguns pergaminhos e poções. Da perspectiva de um jogador ou Mestre, estes são os itens mais fáceis de serem criados porque eles são bastante baratos e seus efeitos são exatamente os mesmos das magias que armazenam.

Criando Pergaminhos

De todos os itens mágicos descritos no Livro do Mestre, os pergaminhos que contém baixos níveis de magia são os mais baratos e fáceis de serem feitos. Isso porque um pergaminho é apenas uma magia pronta para ser conjurada e armazenada em uma forma escrita.

Pré-requisitos: Para a criação de qualquer pergaminho, você deve possuir o talento de criação de itens Escrever Pergaminhos (o próprio talento tem o pré-requisito de 1° de conjurador.) O criador deve também ter preparado a magia a ser escrita (ou deve conhecer a magia, em caso de ser um feiticeiro ou bardo).

Nível de Conjurador: Um personagem criando um pergaminho pode escolher o nível de conjurador do item desde que este não seja menor do que o nível mínimo necessário para a conjuração da magia nem maior do que o nível de conjurador do personagem no momento da criação. Por exemplo, um mago de 10° nível cria um pergaminho com a magia bola de fogo nele. A bola de fogo é uma magia de 3° nível para um mago, e um mago deve estar pelo menos no 5° nível para conjurá-la, então o mago deste exemplo deve criar o pergaminho com pelo menos 5° níveis de conjurador. Considerando que o mago do exemplo seja do 10° nível, o pergaminho não pode possuir um nível de conjurador maior que o décimo.

Equipamentos e Materiais: Criar um pergaminho exige materiais de escrita (penas, tintas e pergaminho ou papel) de alta qualidade que devem ser virgens. Isto é, não importa quantas vezes você escreva um pergaminho (mesmo um pergaminho com uma magia semelhante armazenada), você deve pagar o custo total da criação do pergaminho. Você também precisa de quaisquer componentes materiais ou de focos exigidos para a conjuração da magia. Componentes materiais são consumidos quando você cria o pergaminho, mas focos não (da mesma forma como se conjurasse uma magia). Se a descrição da magia contiver quaisquer ações incomuns relativas aos componentes materiais (por exemplo, a magia pele rochosa exige que o conjurador espalhe pó de diamante sobre o receptor da magia), ignore-as.

O pergaminho também exige uma superfície de escrita (que pode ser reutilizada). Por isso um personagem pode escrever praticamente em qualquer local onde o vento não carregue o pergaminho, você certamente poderá escrevê-lo mesmo que acampado em território selvagem, ou quase em qualquer outro lugar.

Preço Base: Você pode checar o preço base da maioria dos pergaminhos no Capítulo 7 do Livro do Mestre, mas é mais fácil utilizar a fórmula dos itens de gatilhos de magia da Tabela 7-33 do Livro do Mestre: nível da magia x nível de conjurador x 25 PO.

Custo de Criação: O custo monetário para a criação de um pergaminho é metade do preço base, mais o custo por quaisquer componentes materiais caros que a magia exija. Nesse caso qualquer componente com um valor monetário listado na descrição da magia se trata de um componente “caro”. Exemplo, a magia pele rochosa exige pó de diamante no valor de 250 PO. Como dito antes, você também deve fornecer quaisquer focos exigidos pela magia. O custo dos focos (que também pode ser considerável) não se inclui no preço da criação do pergaminho porque você pode reutilizá-lo (seja num outro pergaminho ou na conjuração da magia ou ambos).

O custo de experiência para a criação do pergaminho é de 1/25 do preço base, mais qualquer componente de experiência que a magia tenha. Exemplo, a magia comunhão requer 100 XP do conjurador; criar um pergaminho com a magia comunhão gasta 100 XP extras.

No caso das magias terem um custo variável de XP, sua melhor escolha é permitir que o personagem que crie o pergaminho decida quanta experiência gastar. Quando alguém usa o pergaminho, o que o item pode realizar é determinado pelo quanto de experiência extra o criador cedeu ao pergaminho. Exemplo, a magia permanência possui um componente de XP que varia de acordo com a segunda magia que for tornada permanente. Se alguém cria um pergaminho com permanência e decide gastar 1.000 XP extra, este pergaminho poderá gerar seu efeito às magias que exijam 1.000 XP ou menos da conjuração de permanência (como alarme, invisibilidade ou presa mágica). Se o personagem usar este pergaminho do exemplo em uma magia que exija menos 1.000 XP, os pontos de experiência excedentes serão perdidos.

Preço de Mercado: O preço de mercado de um pergaminho é igual o seu preço base, mais o custo por quaisquer componentes materiais caros que a magia necessite. Se a magia também requerer um custo extra de XP, o preço de mercado aumenta em 5 PO por ponto de experiência extra que for gasto.

Exemplo de Custo de Pergaminhos: Suponha que o mago de 10° nível dos exemplos anteriores criasse alguns pergaminhos aqui mencionados. O custo de criação e de mercado desses pergaminhos seriam os seguintes:

Um pergaminho de bola de fogo de 5° nível de conjurador possui um preço base de 375 PO (3 x 5 x 25). O custo em peças de ouro para criar o pergaminho é 187 PO, 5 PP (1/2 do preço base de 375 PO). O custo em experiência para criar o pergaminho é de 15 XP (1/25 do preço base de 375 PO). O preço de mercado é idêntico ao preço base.

Um pergaminho de bola de fogo de 10° nível de conjurador possui um preço base de 750 PO (3 x 10 x 25). O custo em peças de ouro para criar o pergaminho é de 375 PO (1/2 do preço base de 750 PO). O custo em experiência para criar o pergaminho é de 30 XP (1/25 do preço base de 750 PO). O preço de mercado é idêntico ao preço base.

Um pergaminho de pele rochosa de 9° nível de conjurador possui um preço base de 900 PO (4 x 9 x 25). O custo em peças de ouro para criar o pergaminho é de 450 PO (1/2 do preço base de 900 PO) mais 250 PO pelo pó de diamante, totalizando 700 PO. O custo em experiência para criar o pergaminho é de 36 XP (1/25 do preço base de 900 PO). O preço de mercado é 1.150 PO (o preço base de 900 PO mais 250 PO pelo pó de diamante).

Um pergaminho de permanência de 9° nível de conjurador que seja satisfatório para trabalhar uma magia que exija até 1.000 XP para se tornar permanente possui um preço base de 1.250 PO (5 x 10 x 25). O custo em peças de ouro para criar o pergaminho é de 625 PO (1/2 do preço base de 1.250 PO). O custo em pontos de experiência para criar o pergaminho é de 1.050 XP (1/25 do preço base de 1.250 PO mais um custo extra de 1.000 XP para a magia). O preço de mercado desse item é de 6.250 PO (o preço base de 1.250 PO mais 5.000 PO pelo custo extra de experiência).

Miscelânea de Pergaminho: Um par de outras coisas precisa ser lembrado aqui. Primeiro, o pergaminho de permanência leva dois dias para ser criado porque seu preço base é maior do que 1.000 PO, mas não maior do que 2.000 PO. Não obstante, o criador paga um valor monetário e experiência extra pela magia permanência apenas uma vez porque o pergaminho é apenas desenvolvido uma vez. Todavia, o criador deve ter a magia permanência preparada (ou, de outra forma, conhecida) a cada dia em que trabalhe no pergaminho.

Repare também que todos os pergaminhos mostrados no Livro do Mestre contêm uma única magia.  Na verdade, não existe nenhuma regra que limite o pergaminho a uma única magia (confira a página 237 do Livro do Mestre). Para criar um pergaminho com muitas magias, combine custo base das magias para determinar o tempo de criação do pergaminho e o custo em XP. Se as múltiplas magias do pergaminho forem abandonadas, tudo quanto foi gasto é perdido.

Uma vantagem de criar um pergaminho com múltiplas magias é que você usa apenas uma ação para obter todo o pergaminho durante um encontro. Uma vez que você tenha o pergaminho em mãos, poderá ler quaisquer magias ali contidas. Mestres devem sentir-se livres para definir um limite razoável para o número de magias que você possa consultar num pergaminho multimagia antes que tenha de usar uma ação para encontrar a que você queira. É recomendável um máximo de sete magias. Se um pergaminho contiver mais magias que isso, leva uma ação de movimento para encontrar a correta. Como as magias são usadas do pergaminho, o escrito que as armazena desaparece do pergaminho, assim a procura pelas magias restantes se torna mais fácil.

Criando Poções

Uma poção é algo semelhante a um pergaminho porque armazena magias de uma forma “bebível” (ou de forma “espalhável” em caso de um óleo). Diferentemente de um pergaminho, apenas certos tipos de magia podem ser vinculados a uma poção ou óleo. A magia deve ser de 3° nível ou menor, e deve ter um tempo de conjuração de menos de 1 minuto. Uma magia armazenada em uma poção ou óleo deve ter um alvo específico em sua descrição e ser uma magia que o conjurador possa designá-la para si mesmo ou a um objeto que toque. Uma magia com um alcance pessoal não pode ser preparada numa poção ou óleo, e tampouco uma magia que tenha uma área ou um efeito como alvo.

Magias que afetem múltiplos alvos podem ser vinculadas a poções e óleos, mas o óleo ou poção afetará apenas a um alvo, não importando qual seja o nível de conjurador da poção.

Pré-requisitos: Para criar uma poção ou óleo, você precisa do talento de criação de itens mágicos Preparar Poção (o próprio talento tem o requisito de que o interessado deve ter ao menos o 3° nível de conjurador). O criador também deve ter preparado a magia necessária ao preparo da poção ou óleo (ou deve conhecer a magia, em caso de ser um feiticeiro ou bardo).

Nível de Conjurador: Um personagem que crie uma poção ou óleo pode escolher o nível do item entre o nível mínimo que o personagem deve ter para conjurar a magia ao nível que tenha quando a conjura, como mencionado nos pergaminhos.

Equipamento e Materiais: Criar uma poção ou óleo exige uma superfície de trabalho nivelada e pelo menos alguns recipientes para a mistura dos líquidos (e para armazenar os itens concluídos), uma fonte de calor para ferver o preparo, e ingredientes frescos necessários a cada poção. Alguns mestres exigem do criador a pagamento de 500 PO por um laboratório de alquimista, mas 5 PO pelas ferramentas de artesão devem ser suficientes. As ferramentas podem ser reutilizadas e seu custo não se inclui no custo para a criação ou a compra da poção ou óleo.

A criação de uma poção é algo que você provavelmente não poderá fazer enquanto acampa.

Preço Base: Você pode observar os preços base de muitas poções no Capítulo 7 do Livro do Mestre, mas é mais fácil usar a fórmula de uma vez, itens de ativação por uso da Tabela 7-33 do Livro do Mestre: nível da magia x nível de conjurador x 50 PO.

Custo de Criação: O custo monetário para a criação de uma poção ou óleo é de metade do preço base, mais o custo por quaisquer componentes materiais caros que a magia exija, assim como um pergaminho.

O custo de experiência para criar uma poção ou óleo é de 1/25 do preço base, mais quaisquer componentes de experiência que a magia exija, assim como um pergaminho.

Preço de Mercado: O preço de mercado de uma poção ou óleo é igual ao seu preço base, mais o custo por quaisquer componentes materiais caros que a magia exija. Se a magia também exige um custo extra por experiência, o preço de mercado se eleva em 5 PO por XP gasto.

Miscelânea de Poção: Uma poção ou óleo sempre leva um dia para serem preparados, não importa qual seja seu preço base.

Seu personagem pode criar itens maravilhosos que sejam semelhantes às poções (um elixir de sopro de dragão, por exemplo), mas estes itens são criados com o talento Criar Item Maravilhoso e seu tempo de criação não limitado a apenas um dia.

Que Vem a Seguir?

Este artigo tratou o bastante sobre poções e pergaminhos. Na próxima semana, nós nos deteremos no que envolve a criação de varinhas e cajados.



Sobre o autor

Skip Williams se mantém ocupado com projetos individuais de várias companhias de jogos diferentes e foi trunfo da Dragon Magazine por 18 anos. Skip é um dos co-projetistas do jogo D&D 3° Edição e arquiteto chefe do Livro dos Monstros. Quando não está bolando mortes terríveis para os personagens de seus jogadores, Skip se queda em sua cozinha ou em seu jardim (coelhos e cervos não estão entre seus amigos) ou trabalha e aprimora a fazenda centenária que partilha com sua esposa, Penny, e uma crescente família de animais de estimação.

Os Últimos Dias de Glória © Todos os direitos reservados 2004 - Forgotten Realms™ e seus personagens são marcas registradas da Wizards of The Coast Inc.
This page is a fan site and is not produced or endorsed by Wizards of the Coast. Forgotten Realms is a registered trademark of Wizards of the Coast, Inc.