Os Últimos Dias
de Glória
O que é RPG
Página Principal
A Comitiva da Fé
Definição
Histórias
Última História
Personagens
Jogadores
Galeria de Arte
Diversos
Forgotten Realms
 Definição
 Geografia 
 Divindades
 O Mundo
 Organizações
 Personagens
Artigos
 Galeria
Suplementos
Autores
Site
 Matérias
 Downloads
 Notícias
 Parceiros
Links
 Sobre o Site
 Glossário
 Créditos
Mensagens Arcanas
E-mail


powered by FreeFind

Notas de Romance
 
Raças do Norte do Subterrâneo

Por Thomas M. Costa
Traduzido por João Claúdio.



O mundo da superfície de Faerûn, os Reinos Esquecidos, é dividido por aldeias, vilarejos e cidades, e tudo isto é sinal da civilização. O que poucos na superfície verdadeiramente sabem é que o Subterrâneo, um mundo composto de passagens sinuosas e cavernas subterrâneas sob seus pés, é povoado com civilizações também. Enquanto a maioria sabe que anões vivem debaixo das montanhas e outros ouviram histórias dos malignos elfos negros, os drow, apenas raros habitantes da superfície viajaram por suas cidades majestosas e corredores secretos.

Os anti-heróis de R.A. Salvatore “A Guerra da Rainha Aranha” (War of the Spider Queen) viajaram ao longo do norte do Subterrâneo encontrando uma grande variedade de povos e suas cidades. Abaixo você terá informações sobre quem estes “povos” são.

Aboleths: Aboleths são anfíbios enormes, repugnantes que se assemelham a um peixe inchado. Estas aberrações azul-esverdeadas de 3 metros possuem quatro tentáculos e umas séries de olhos vermelhos centralmente localizados e alinhados um sobre o outro. Aboleths são cruéis e altamente inteligentes. Eles têm poderes psiônicos capazes de criar ilusões e escravizar a maioria das criaturas que cruzam seus caminhos (e às vezes as transformando em ilegítimos serventes humanóides písceos chamados skum). Além disso, a maioria dos membros da raça são poderosos conjuradores clérigos ou feiticeiros. As criaturas se extinguem numa grande cidade no norte dos Reinos, mas eles ainda existem no Porto da Caveira, a cidade subterrânea encontrada sob Águas Profundas, eles também servem de alvo abomináveis para a reservada Sociedade Kraken.

Beholders: Também conhecidos como "olho tirano", os beholders são uma raça de orbes flutuantes de 1,8 metros de largura dominados por um olho central e uma bocarra dentada, com dez olhos menores em hastes que brotam do topo do orbe. O olho central destas monstruosidades produz um cone antimagia para obstruir os inimigos, enquanto os dez olhos menores disparam diferentes efeitos mágicos ofensivos para lidar com seus inimigos. Alguns beholders perfuram seu próprio olho central para adquirir a habilidade de conjurar magias arcanas. Estas criaturas astutas consideram que todas as outras raças são inferiores e servis à sua própria grandeza. Vários proeminentes lordes do crime no Porto da Caveira são beholders. Cidades beholders (conhecidas como "urticárias") são muito proeminentes no centro e no sul de Faerûn. Existem várias sub-raças de beholders, como o beijo da morte, globo ocular e o gouger, e cada raça tem um número discrepante de hastes oculares e poderes sobrenaturais.

Chitines: Estas criaturas são o resultado de falhas experiências drow. Chitines uma vez foram anões, torturados e transformados em bestiais humanóides aracnídeos de quatro braços. Estes expurgados escaparam de seus mestres, e formaram sua própria sociedade primitiva em uma região conhecida como Yathchol, onde eles adotaram a mesma adoração de seus malignos criadores, Lolth, a Rainha das Aranhas. Menos civilizados que seus favorecidos drows, Lolth tem garantido estes fervorosos fiéis com seu poder, transformando suas sacerdotisas chitine, as choldrith, em aranhas volumosas gigantescas, brancas com cabeças humanóides e mãos em suas pernas dianteiras.

Drow: sem dúvida a mais amplamente conhecida e temida raça do Subterrânea, os drow ou “elfos negros" são primos, em pele de ébano e cabelos brancos, dos agradáveis elfos da superfície. Eles são belos, talvez até mais que os outros de sua espécie, e abençoados com poderes mágicos inerentes e resistência a magia. Banidos assim como sua principal deusa, Lolth, séculos atrás, estes elfos se adaptaram a seu novo ambiente e perderam a habilidade de resistir à luz do dia. A maioria das cidades drow são dominadas pela adoração de sua demoníaca deusa, que favorece seu clero feminino e bane os machos a posições inferiores. As matriarcas da sociedade drow freqüentemente se unem a demônios, dando à luz a bestiais meio-drows de quatro braços, conhecidos como draegloths. Tão poderosos quanto as matriarcas da sociedade drow são, os machos freqüentemente são poderosos guerreiros, magos e assassinos. Porém, qualquer drow que fracassa com a Rainha das Aranhas corre o risco de ser transformado em um drider, um drow insano com o corpo inferior de uma aranha gigantesca.

A maioria dos drows sonha em conquistar o mundo da superfície e subjugar as outras raças a seus caprichos malignos. Porém, suas tramas sem fim e suas guerras pessoais os impedem de alcançar sua meta. No Norte, cidades de elfos negros incluem Chaulssin, Eryndlyn, a recentemente tombada Ched Nasad e Menzoberranzan, lar dos heróis exilados Drizzt Do'Urden e Liriel Baenre e dos protagonistas da série Guerra da Rainha Aranha (War of the Spider Queen). Drows também são encontrados numerosamente nas cidades de Mantol-Derith, Porto da Caveira, e ao longo do Subterrâneo, muitas destas colônias menores abandonaram a teocracia matriarcal de Lolth e fundaram sociedades dominadas por homens dedicadas a seu filho maligno Vhaeraun ou a procura de redenção com Eilistraee, sua filha benevolente.

Anões: a maioria das sub-raças anãs vive nos Reinos Subterrâneos. Lá eles residem em bem-organizadas e industriais cidades e reinos, e constroem surpreendentes armas e maquinas do metal e das pedras escavadas da terra.

A mais temida das raças anãs é o degenerado e maligno duergar ou "anão cinzento", que têm a habilidade mágica de ficar invisível e aumentar sua estatura. Estes anões são esguios, de pele cinza e cerca de 1,20 metros de altura. Eles são mercantis e expansionistas. Eles irão facilmente comerciar com os drow, entretanto eles não possuem nenhum amor por eles, assim como guerreariam contra eles. Ocasionalmente, uma duergar pode involuntariamente procriar com um diabo e dar à luz um meio-demônio conhecido como durzagon. Estas criaturas são um pouco mais altas que sua família duergar e aprimoradas com poderes negros, barbas segregando veneno, garras e resistências infernais a muitas formas de ataque. O duergar às vezes se unem a seus pálidos, caóticos, e arcanos primos, os derros, que rumores indicam ser o resultado do cruzamento mágico entre anões e humanos. A cidade de Gracklstugh é a maior população duergar no Norte, entretanto eles também são bastante comuns em Mantol-Derith e Porto da Caveira onde eles trabalham como os comerciantes e artesãos. Rumores dizem que os derros possam ter uma cidade própria, nomeada Tsenviilyq, abaixo de Lua Alta no sul.

A maior sub-raça anã no Norte é o áspero, mas amável, anão do escudo. Este robusto povo geralmente é encontrado em cavernas próximas do mundo da superfície onde eles interagem freqüentemente com humanos que povoam a maioria do Norte civilizado. Na realidade, várias grandes cidades anãs uniram-se com populações humanas e élficas para formar a nova nação das Fronteiras Prateadas. Porém, anões do escudo são encontrados ao longo do Subterrâneo, particularmente na região de Fardrimm abaixo das Fronteiras Prateadas. Além disso, o Clã Haste de Rocha recentemente retomou seu forte ao norte do Subterrâneo em Águas Profundas. Os anões do escudo às vezes se unem a seus primos abençoados, os urdunnirs. Estes anões são conhecidos como os Filhos de Dumathoin, seu protetor divino. Sua magia inata permite que eles manipulem metais e pedras como se fossem barro e caminhar através da terra como se fosse ar.

Ilítides: Ilítides são humanóides de pele borrachenta, com uma cabeça que se parece um polvo de quatro tentáculos e expressivos olhos brancos. Estas criaturas horrorosas, também conhecidas como "devoradores de mente", usam seus poderes mágicos e psiônicos para escravizar criaturas e abusar de seus cérebros, um prospecto que aflige medo até mesmo nos corações dos drows. Cidades ilítide são geridas por um cérebro ancião, que é uma massa flutuante composta dos cérebros de devoradores de mente mortos. O cérebro ancião também alimenta os “girinos” de devoradores de mente que compartilham sua piscina, selecionando os mais fortes. São encontradas várias cidades ilítide ao longo do Norte, incluindo Ch'Chitl, Gauntlgrym, e Llacerellyn. Também são encontrados devoradores de mente trabalhando, freqüentemente como conselheiros, sábios e traficantes de escravos, na maioria das outras cidades do Subterrâneo, inclusive Menzoberranzan e Porto da Caveira.

Minotauros: Normalmente não são encontrados numerosamente no Subterrâneo, são encontrados, ocasionalmente como mercenários, escravos, ou exibições circenses nos Reinos Subterrâneos. Porém, estes poderosos humanóides, com cabeça de touro, vivem na região chamada o Labirinto onde eles atacam viajantes e comerciantes que atravessam esta grande rede de cavernas. Lá, os minotauros adoram seu demônio-deus Baphomet e são conduzidos por seus enviados e seus descendentes planares, os baphotaurs (detalhados na série O Caminho Sombrio (The Shadow Path) dos artigos de Portais Perigosos).

Svirfneblin: Svirfneblin, também conhecidos como "gnomos das profundezas”, são uma das poucas raças do Subterrâneo inclinadas pro bem. Este povo esguio, cor de rocha é completamente calvo, e em pé eles medem apenas 90 centímetros. Como a maioria das raças do Subterrâneo, os svirfneblin são altamente mágicos e talentosos com alguns poderes naturais de ilusão e uma certa resistência a magia. Apesar de sua natureza benevolente, os gnomos das profundezas se tornaram muito isolados já que estão rodeados pelas raças malignas dos Reinos Subterrâneos. Há alguns anos atrás, os svirfneblin moravam na grande cidade de Blingdenstone. Infelizmente, os drow de Menzoberranzan destruíram sua grande cidade, e os gnomos se encontraram forçados a se esconder ou se aproximar da superfície onde eles se aliaram com os reinos das Fronteiras Prateadas.

Tanarukks: Crias de orcs escravos e demônios, tanarukks são poderosos e corpulentos humanóides planares, premiados, por sua herança demoníaca, com fogo, resistência à magia e o poder de controlar chamas. Eles têm cabelo grosso, pele cinza-esverdeada ou marrom e proeminentes presas inferiores que sobressaem de suas faces bestiais. Estes bárbaros são liderados por dois meio-demônios, Kaanyr Vhok, o Cetro, e sua cônjuge, Aliisza. Originalmente encontrados abaixo do recém arruinado Forte Portal do Inferno, Vhok encorajou os tanarukks a formar rapidamente um grande exército, então ele e suas forças tomaram as terras do Subterrâneo conhecidas como Ammarindar para si. Dado sua rápida taxa de reprodução e os desejos expansionistas de Vhok, os tanarukks mantém-se como uma ameaça para o Subterrâneo e talvez até mesmo para o mundo da superfície.

Outras Raças: Numerosas outras raças vivem no Subterrâneo, a maioria deles é mais comum no mundo de superfície, e eles acabam freqüentemente servindo como mercenários e escravos nos Reinos Subterrâneos. Estes incluem a maioria dos humanóides bélicos menos civilizados, como bugbears, hobgoblins, elfos, orcs, ogros, trolls, e os reptilianos kobolds, assim como os primitivos gibberlings mais primitivo e quaggoths.

Para mais informações, busquem pela série War of the Spider Queen de R.A. Salvatore, Dissolution, Insurrection, Condemnation, Extinction (janeiro de 2004), Annihilation (julho de 2004), e Ressurrection (janeiro de 2005). Você também pode checar o material de jogo de Dungeons & Dragons: Livro dos Monstros, Livro dos Monstros II (Monster’s Manual II), Monstros de Faerûn e Raças de Faerûn (Races of Faerûn). Antigos produtos, como o Guia de Drizzt Do'Urden para o Subterrâneo (Drizzt Do'Urden's Guide to the Underdark), também são bastante úteis.



Sobre o Autor

Thomas M. Costa é um membro profissional em um comitê na Casa norte-americana de Representantes. Ele tem sido um contribuinte de vários produtos da Wizards of the Coast como Demihuman Deities e Raças de Faerûn e é o autor e co-autor de vários artigos da Revista Dragon Magazine e do website da Wizards of the Coast.

Os Últimos Dias de Glória © Todos os direitos reservados 2004 - Forgotten Realms™ e seus personagens são marcas registradas da Wizards of The Coast Inc.
This page is a fan site and is not produced or endorsed by Wizards of the Coast. Forgotten Realms is a registered trademark of Wizards of the Coast, Inc.