Os Últimos Dias
de Glória
O que é RPG
Página Principal
A Comitiva da Fé
Definição
Histórias
Última História
Personagens
Jogadores
Galeria de Arte
Diversos
Forgotten Realms
 Definição
 Geografia 
 Divindades
 O Mundo
 Organizações
 Personagens
Artigos
 Galeria
Suplementos
Autores
Site
 Matérias
 Downloads
 Notícias
 Parceiros
Links
 Sobre o Site
 Glossário
 Créditos
Mensagens Arcanas
E-mail


powered by FreeFind

Notas de Romance
 
Perfil do Personagem: Yarno

Traduzido por Catana Amoedo Peres; revisado por Daniel Bartolomei Vieira.



Quando tinha 12 anos, Yarno tinha uma vida difícil. A licantropia afetava sua família, e ele sucumbia a ela em toda lua cheia. Ele vivia em uma pequena cabana na Floresta de Velar no Vale do Rastelo. Até dois anos atrás, ele vivia com seus pais, que esperavam curar o “problema” de seu filho com chá de beladona. Infelizmente, Yarno é um licantropo natural, e não era afetado pela erva. Na verdade, o uso da erva o deixou muito doente.

Os pais de Yarno decidiram, então, implorar para uma clériga drow de Elistraee que mantém um templo dentro da Floresta de Velar, para rezar por seu filho. O avô de Yarno, que vivia com a família, tentou dissuadi-los. Ele acreditava que a licantropia era um presente, não uma maldição.

Seus pais fizeram a jornada até o templo e perguntaram à sacerdotisa se ela poderia curar seu filho. Quando receberam a resposta, a lua estava quase cheia. Quando começaram sua longa jornada de volta, transformaram-se em lobisomens. Infelizmente, a transformação ocorreu justamente na hora em que as sacerdotisas saíram para “caçar”, hábito que elas mantinham para manter a floresta livre de monstros. Pegos em um êxtase religioso, elas avançaram sobre os lobisomens e os mataram.

O avô de Yarno encontrou os corpos alguns dias depois. As cabeças foram cortadas e colocadas em uma das “árvores troféu” que marcam os limites dos campos sagrados de Elistraee. O avô queimou o que havia restado.

A partir daquele dia, ele e Yarno tornaram-se amargos pelo que aconteceu. Passaram a suspeitar dos drows e viviam com medo das sacerdotisas de Elistraee.

Recentemente, Yarno conheceu o drow Ryld. Primeiramente, eles lutaram, e Yarno o mordeu. Mas depois que Ryld explicou que estava tentando achar o templo para que pudesse resgatar seu amigo que fora capturado pelas sacerdotisas, o avô de Yarno concluiu que Ryld era um aliado e que tinham um inimigo em comum. Ele deu a Ryld um ramo de Beladona, e lhe disse como ela deveria ser usada para impedir a licantropia. Quando Ryld começou a sucumbir à mordida de Yarno, usou a erva – e sofreu seus efeitos quase fatais. Yarno ficou ao seu lado e o protegeu durante a noite.

Algum tempo depois, Yarno encontrou Ryld dentro do solo sagrado de Elistraee. Ao invés de matar as sacerdotisas, o drow pareceu ter unido forças com elas. Amargamente desiludido, Yarno jurou nunca mais confiar em um drow novamente.

A forma lupina de Yarno é a de um lobo pequeno. Seu avô se transforma em um grande lobo cinza. A cabana onde vivem caiu aos pedaços, e a deixaram dessa forma, esperando que as sacerdotisas achem que foi abandonada.

Na forma humana, Yarno tem o cabelos pretos e bagunçados. Ele possui os hábitos de um lobo (ele come com as mãos e sabe pouco sobre convivência social) e faz muito pouco para se manter limpo. Um lutador feroz, ele é astuto e cuidadoso. Se encontrado por drows ele irá morder e fugir.

Leia mais sobre Ryld em Extinction [Extinção), por Lisa Smedman.



Para ver esta e outras publicações de romances vá para nossa seção de suplementos - romances.

Os Últimos Dias de Glória © Todos os direitos reservados 2004 - Forgotten Realms™ e seus personagens são marcas registradas da Wizards of The Coast Inc.
This page is a fan site and is not produced or endorsed by Wizards of the Coast. Forgotten Realms is a registered trademark of Wizards of the Coast, Inc.