Os Últimos Dias
de Glória
O que é RPG
Página Principal
A Comitiva da Fé
Definição
Histórias
Última História
Personagens
Jogadores
Galeria de Arte
Diversos
Forgotten Realms
 Definição
 Geografia 
 Divindades
 O Mundo
 Organizações
 Personagens
Artigos
 Galeria
Suplementos
Autores
Site
 Matérias
 Downloads
 Notícias
 Parceiros
Links
 Sobre o Site
 Glossário
 Créditos
Mensagens Arcanas
E-mail


powered by FreeFind

Notas de Romance
 
Perfil do Personagem: Tsarra Chaadren

Por Steven E. Schend
Traduzido por Victor Amado “VAOCoR” de Oliveira Costa Rezende; revisado por Ricardo Costa.




Taalmuth Chaadren foi um humano ranger nascido em Amphail. Em sua carreira, ele viajou cruzando todo o Norte e pela Costa da Espada indo até o sul em Tethyr. Nos seus últimos anos, ele se estabeleceu em Águas Profundas, onde Taalmuth era bem quisto e costumeiramente contratado como guia, caçador ou como rastreador de animais para o Lorde Revelado Piergeiron, para o Campo do Triunfo, e para várias outras casas nobres.

Malruthiia foi uma elfa selvagem, nascida como uma criança bastarda de um adultério para ocupar uma alta posição no clã de Bosques de Inverno Remoto. Apesar ser meia-irmã de Yaereene Ilbaereth e de seu clã, Malruthiia nunca foi reconhecida como uma Ilbaereth como sua irmã e foi exilada nas florestas até alcançar sua maturidade. Ela conheceu e se casou com um caçador rival – Taalmuth Chaadren – no Ano da Donzela Errante (1337 CV), e os dois tornaram-se os melhores guias disponíveis para contrato para grupos de caça em volta de Águas Profundas.

Tsarra Chaadren nasceu no 12° dia de Eleasias no Ano do Leão (1340 CV) filha de Malruthiia e Taalmuth. Sua mãe a nomeou “Fogo do Outono”, graças a seus muitos cachos ruivos como flores de gengibre. Quando chegou o tempo em que podia caminhar, Tsarra foi levada por seus pais a caravanas e grupos de caça, e aprendeu cedo sobre as florestas e outras perícias de caçador. Sendo proficiente no uso do arco já em seu 10° aniversário, Tsarra estava destinada a se tornar uma habilidosa ranger como seus pais, já que nenhum dos dois a encorajavam a desenvolver sua nascente habilidade em feitiçaria, que raramente se manifestava.

Tsarra estava em uma caçada com seus pais na Floresta Ardeep no outono do Ano do Príncipe (1357 CV) quando uma tragédia aconteceu. Ela e Malruthiia estavam coletando ervas quando ouviram uma batalha mágica próxima dali. Elas nunca acharam quem foi o responsável, mas encontraram Taalmuth morto, seu corpo inteiro estava queimado pela magia bola de fogo. Rajadas acertaram arvores próximas, alguns esqueletos destruídos, o que sobrou de um ritual arcano em volta de uma pilha de pedras, e tiras de tecido marrom de um robe de mago: tudo isso apontava um lich como assassino de Taalmuth. Por causa disto, Tsarra carrega um imenso ódio por qualquer tipo de morto-vivo, mas principalmente de liches.

Depois de Taalmuth ser enterrado com uma pequena cerimônia (mas sem lápides) em sua floresta favorita de Pellamcopse, fora de Águas Profundas, Malruthiia usou algumas suas conexões e conseguiu colocar Tsarra como aprendiz na Torre do Cajado Negro. Tsarra se empenhou em seus estudos pensando em sua vingança, esperando aprender o bastante de magia para encontrar quem matou seu pai e vingar sua morte. Poucos meses depois de se mudar para a Torre, Tsarra passou a odiar ainda mais os mortos-vivos quando a Horda de Myrkul atacou a cidade. De todo o acontecido, Malruthiia morreu lutando para proteger a Taverna Pedra do Elfo e sua senhora, a falecida Yaereene Ilbaereth, do exército de mortos-vivos que tumultuou a Cidade dos Esplendores.

Tsarra agora era órfã, seus amigos e mentores na Torre do Cajado Negro tornaram-se sua família. O membro mais importante desta família era seu familiar, um tressym de pêlo negro como azeviche e suas asas como as de um corvo (Não foi escolhido um nome, Laeral se referia comicamente a ele como “Sem Nome” por conveniência). Pela próxima década, Tsarra apenas deixaria a Torre ou a cidade caso seus deveres exigissem que fosse feito. Ela estudou obsessivamente modos de detectar, lutar e destruir mortos-vivos de qualquer maneira. Seus estudos eram acidentais no inicio, já que na Torre do Cajado Negro raramente se ensinava a feiticeiros naturalmente talentosos. Depois de sete anos, Tsarra tornou-se aprendiz sênior e passou a ensinar a outros aprendizes de feiticeiros também.

Mais doze anos se passaram desde sua primeira entrada na Torre do Cajado Negro, Tsarra Chaadren retornou às florestas por insistência de Khelben Cajado Negro. Enquanto ela permanecia como mestre e aprendiz dentro da torre, ele pediu para que ela readquirisse suas habilidades como ranger e melhorasse seus talentos na arquearia arcana. Passados alguns anos, Tsarra aprendeu como fundir suas habilidades de feiticeira com as perícias ensinadas por seus pais para se tornar um estilo único de caçadora arcana. Vários se referiam a ela nas ruas como “A Caçadora do Cajado Negro”. Ela explorou e conduziu grupos de aprendizes e também jovens nobres de Águas Profundas por Pellamcopse e outras florestas menores de até um dia de cavalgada de Águas Profundas.

Tsarra Chaadren é uma pessoa direta e confiável, compartilha suas opiniões quando lhe é perguntado, mas é fechada com relação a segredos e pensamentos pessoais. Ela é paciente com seus alunos, menos quando eles desperdiçam o tempo dos outros (especialmente outros professores, e mais especialmente Laeral ou Khelben). Ela tem um temperamento que se inflama quando se depara com mentirosos caras-de-pau, mentiras, ou maus tratos com crianças ou animais. Ela é teimosa quando acredita estar certa, a ponto de ser cabeça dura o suficiente para discordar abertamente de Khelben de vez em quando.

Os alunos de Tsarra, que são mais de vinte desde 1365, a descrevem como uma professora aberta que os deixa encontrar seus próprios caminhos na Trama e em sua própria magia. Costumam se queixar que ela os leva para a floresta mais freqüentemente do que eles gostariam, para ensiná-los sobre a natureza, ao invés de fazer isto usando os livros. Khelben e Laeral, que não elogiam abertamente seus aprendizes, confiam que Tsarra guia e treina os feiticeiros, acrescentando suas próprias palestras e cursos quanto à história da magia ou monstros.

As experiências de Tsarra, como observado no romance Cajado Negro, a modificaram de vários modos, abrindo-a para seus poderes e para responsabilidades que nunca havia esperado nem desejado. Os eventos ocorridos nos poucos quatro últimos dias do final de Uktar no Ano das Tempestades Elétricas, porém modificaram-na e ao curso de sua vida mais do que os anos que os precederam.



Para ver esta e outras publicações de romances vá para nossa seção de suplementos - romances.

Os Últimos Dias de Glória © Todos os direitos reservados 2004 - Forgotten Realms™ e seus personagens são marcas registradas da Wizards of The Coast Inc.
This page is a fan site and is not produced or endorsed by Wizards of the Coast. Forgotten Realms is a registered trademark of Wizards of the Coast, Inc.