Os Últimos Dias
de Glória
O que é RPG
Página Principal
A Comitiva da Fé
Definição
Histórias
Última História
Personagens
Jogadores
Galeria de Arte
Diversos
Forgotten Realms
 Definição
 Geografia 
 Divindades
 O Mundo
 Organizações
 Personagens
Artigos
 Galeria
Suplementos
Autores
Site
 Matérias
 Downloads
 Notícias
 Parceiros
Links
 Sobre o Site
 Glossário
 Créditos
Mensagens Arcanas
E-mail


powered by FreeFind

Personagens dos Reinos Esquecidos
 
Arte por Valerie Valusek
Clique para abrir imagem maior
(Imagem: Heroes' Lorebook)

Syluné Mão Argêntea
Vale das Sombras

Filha de Dornal Mão Argêntea e Elué, incorporando a deusa Mystra, Syluné é uma das Sete Irmãs. Após a morte de Elué ela e sua irmã Alustriel foram colocadas sob os cuidados de um velho harpista chamado Thamator. Depois disso um outro harpista de nome Hauliyr percebeu o talento de Syluné para a magia, assim ela resolver estudar com ele. Muitos anos depois ela entrou em conflito com sua irmã Laeral ao qual culminou em um combate.

Syluné viajou pelos Reinos por séculos, aprendendo muito sobre a Arte durante sua jornada em lugares como Rashemen, Thay e até mesmo em Kara-Tur. Durante estas aventuras, Syluné foi possuída pelo cajado de Savras. Item este que continha a essência da divindade Savras, que foi devotado por Azuth há muito tempo atrás. Savras tentou convencer Syluné a libertá-lo da sua prisão oferecendo-lhe em troca a habilidade de se transformar num dragão de prata adulto quando assim desejasse, porém ela não aceitou a proposta e entregou o cajado a Azuth. A divindade ficou grata e por muito tempo a protegeu.

Décadas depois Sylune fez residência no Vale das Sombras e se tornou esposa de Aumry, o lorde do vale na época. Ela permaneceu lá mesmo depois da morte do marido, pois tinha formado um vínculo com o povo local e porque descobriu que o novo lorde era um agente zentharim. Quando o bandido foi morto anos depois, Syluné serviu como uma líder não-oficial do vale por três anos mantendo as forças do Forte Zenthil fora do território.

Foi durante a infame Revoada dos Dragões, um ano antes do Tempo das Perturbações, que Syluné deu sua vida por sua cidade. Ela combatia um dragão vermelho influenciado pelo Culto do Dragão quando decidiu quebrar seu cajado do mago provocando um golpe de retaliação, matando o dragão e ceifando sua vida. A explosão destruiu seu corpo físico, mas ela ainda tem um vestígio de vida como uma entidade morta-viva denominada harpista espectral.

Desde sua morte Syluné permaneceu na fazenda de sua irmã Storm Mão Argêntea vigiando o território. Ela ajudou Elminster e os Harpistas na defesa dos Reinos contra incursões dos Mestres das Sombras durante o Tempo das Perturbações. Apesar de morta Syluné às vezes ensina aprendizes interessados na magia e está apta a sempre defender o Vale das Sombras.

Nos Últimos Dias de Glória:

Syluné, como uma harpista espectral, participou da reunião de vários heróis no Vale das Sombras na Torre de Ashaba quando estes decidiam estratégias e decisões sobre a invasão de um exército de goblinóides comandados por Vorik Aris e antigos demônios. Dentre os heróis estavam a Comitiva da Fé, alguns harpistas, os Três Rangers e os Cavaleiros de Myth Drannor.

Fonte sobre o personagem:

Suplementos de jogo

Forgotten Realms Campaign Setting 1ª edição
Hall of Heroes

Seven Sisters
Heroes' Lorebook

Romances

All Shadows Fled
Cloak of Shadows
Shadows of Doom
Silverfall: Stories of the Seven sisters



Os Últimos Dias de Glória © Todos os direitos reservados 2004 - Forgotten Realms™ e seus personagens são marcas registradas da Wizards of The Coast Inc.
This page is a fan site and is not produced or endorsed by Wizards of the Coast. Forgotten Realms is a registered trademark of Wizards of the Coast, Inc.