Os Últimos Dias
de Glória
O que é RPG
Página Principal
A Comitiva da Fé
Definição
Histórias
Última História
Personagens
Jogadores
Galeria de Arte
Diversos
Forgotten Realms
 Definição
 Geografia 
 Divindades
 O Mundo
 Organizações
 Personagens
Artigos
 Galeria
Suplementos
Autores
Site
 Matérias
 Downloads
 Notícias
 Parceiros
Links
 Sobre o Site
 Glossário
 Créditos
Mensagens Arcanas
E-mail


powered by FreeFind

Ficção D&D
 
Como a Sabedoria Chegou até o Mago Mutilado
Uma conto dos Reinos Esquecidos
Por Ed Greenwood.
Tradução por Priscila Veduatto; revisado por Daniel Bartolomei Vieira.

 


“Saibam, ó magos, que existe aprendizado e existe sabedoria – e elas estão muito longe de serem a mesma coisa.”

— Azuth o Alto, Elocuções do Altar: Manifestações Verbais Colecionadas do Divino e mais Sagrado Lorde das Magias (folheto sagrado, coletado por clérigos anônimos de Azuth, aproximadamente 1358 CV)

      Eirhaun, o Mutilado, sentou-se sozinho numa torre escura e arruinada e teve pensamentos obscuros.
      Afinal de contas, pensamentos obscuros eram o seu trabalho.
      Detectar traidores entre os membros da Fraternidade voltaria a mente para uma vil escuridão – se já não tivesse esse tipo de mente, para começar.
      A de Eirhaun era assim.
      Ventos frios assobiaram pelas janelas vazias, mexendo os galhos mortos e secos de um ninho de gorcraw abandonado há muito tempo. Nenhum pássaro era corajoso o bastante para visitar esta torre agora, já que eles precisariam atravessar a escura canção dos seus feitiços de proteção. Nada vivo era.

Veja mais em:

Como a Sabedoria Chegou até o Mago Mutilado (212 Kb ZIP/PDF): Download


Os Últimos Dias de Glória © Todos os direitos reservados 2004 - Forgotten Realms™ e seus personagens são marcas registradas da Wizards of The Coast Inc.
This page is a fan site and is not produced or endorsed by Wizards of the Coast. Forgotten Realms is a registered trademark of Wizards of the Coast, Inc.